RadarURL

<< Pesquisador Anterior   |   Pesquisador Seguinte >>

Nome: César Lombroso
Data Nascimento: 06/11/1835
Data Desencarne: 19/10/1909
País de Origem: Itália

Nasceu em Verona, Itália, a 6 de novembro de 1835. Cursou Medicina nas Universidades de Pavia, Pádua e Viena, laureando-se em 1858, pela Real Universidade de Pavia. Famoso pelos estudos no campo das relações físicas e mentais que mais tarde se tornou conhecido como antropologia criminal. Foi professor de psiquiatria, de medicina forense e higiene na Universidade de Pavia, assim como professor de psiquiatria e antropologia criminal na Universidade de Turim. Foi lenta e árdua, porém, contínua e segura, a marcha de César Lombroso rumo ao Espiritismo. De início, ridicularizava as manifestações psíquicas. Motejava dos médiuns e das mesas girantes. Chegava mesmo a insultar os Espíritas. Entretanto, certa feita, através de uma carta do seu amigo Ercole Chiaia, chegou ao seu conhecimento a figura de uma mulher Napolitana, analfabeta, de classe humilde, robusta e que se chamava EUSÁPIA PALADINO... O seu amigo Chiaia tanto insistiu, que Lombroso, fez absoluta questão de impor as condições. Os demais participantes das reuniões, inclusive a Médium, aceitaram todas as condições impostas por Lombroso. Assim, na presença de Lombroso, sob fiscalização rigorosa, estando a Médium segura por duas pessoas, desenrolaram-se fenômenos de transportes de objetos, de materializações parciais, de tiptologia, (mensagem transcendental obtida por meio de pancadas), de vozes diretas e outros da mesma estirpe. Depois de tudo o que presenciou, induvidosamente, Lombroso rendeu-se à Verdade. Em uma determinada sessão Eusápia Paladino prometeu uma surpresa a Lombroso e esta concretizou-se através da materialização do Espírito de sua própria mãe. Sim, meus amigos, o Espírito da mãe de Lombroso materializou-se e aproximando do seu filho lhe disse: “Cesare, fio mio” e depois retirando, por um momento, o véu que lhe cobria a face, deu-lhe um beijo. Eis aí, meus amigos, a Verdade através de um depoimento de um Homem de Ciência, de um Sábio. Será que alguém poderá contestá-la, cremos que não... Lombroso desencarnou no dia 19 de outubro de 1909, em Turim, aos 74 anos de idade.



Área de Pesquisa Descrição
Hipnose

Título Original Título em Português Ano de Publicação Disponível na Biblioteca Digital